Sono e alopecia areata... qual a relação?

Nova publicação científica aborda a relação pouco explorada entre qualidade de sono e alopecia areata, doença autoimune caracterizada pela queda dos cabelos e, em alguns casos, pelos do corpo.

Apesar de a evidência científica sobre essa relação ainda ser limitada, estudo recente analisou dados de milhares de pacientes e encontrou que pacientes com distúrbios do sono, particularmente esses com menos de 45 anos de idade, possuíam maior risco de desenvolver a alopecia areata.

A potencial relação entre o sono e o sistema imunológico é complexa e ainda não completamente compreendida. No caso da alopecia areata e outras condições dermatológicas essa relação possivelmente é bidirecional:

  • Tais condições são comumente associadas à menor autoestima, ansiedade e quadros psiquiátricos; os quais podem levar a piora da qualidade de vida e pior qualidade do sono.

  • De modo inverso, alguns estudos sugerem que condições psicológicas, estresse e ansiedade podem servir de gatilho para doenças autoimunes, como a alopecia areata.

Os autores concluem que mais estudos ainda são necessários para desenvolver um melhor entendimento dessa interação, o qual pode contribuir para compreensão do mecanismo de ação da alopecia areata e possivelmente, no desenvolvimento de novos tratamentos.

Quer saber mais sobre alopecia areata? Clique aqui e veja outros posts sobre o assunto.

Fotos:

As fotos deste post fazem parta do "The alopecia project", desenvolvido pelo fotógrafo britânico Daniel Regan.

Referências:

Dr. Rodrigo Pirmez
CRM 5289677-2 | RQE 21413
Posts Recentes
Arquivo
Tags

Pirmez Dermatologia

Rua Visconde de Pirajá 330, sala 712, Rio de Janeiro, RJ    |    Tel 21 2018-2180    |    21 99284-4518