Alopecia permanente pós-quimioterapia

March 18, 2017

A queda dos cabelos é um dos efeitos colaterais mais conhecidos da quimioterapia. Para 47% das mulheres é o aspecto mais traumático do tratamento e 8% negariam o tratamento por medo de perder os cabelos.

 

Após o tratamento, os cabelos podem demorar 3-6 meses para voltar a crescer. No entanto, um subtipo de perda dos cabelos mais grave, considerado permanente, tem sido descrito após o uso de algumas medicações.

 

Uma pesquisa recente avaliou pacientes com o diagnóstico de câncer de mama tratadas com taxanos. O trabalho confirmou dados anteriores de que apesar do aspecto dito “permanente” da alopecia, os achados histológicos são compatíveis com uma alopecia não-cicatricial, na qual os folículos não foram destruídos. Foram observadas características similares às vistas na alopecia androgenética e, interessantemente, em alguns casos, às observadas na alopecia areata. Os autores ainda propuseram um possível modelo de agressão ao folículo por essas medicações.

 

A alopecia permanente por quimioterapia vem ganhando atenção da comunidade científica. Os tratamentos propostos são baseados em relatos de casos de sucesso e estudos maiores ainda são necessários.

 

Referências:

Permanent alopecia in patients with breast cancer after taxane chemotherapy and adjuvant hormonal therapy: Clinicopathologic findings in a cohort of 10 patients

 

Please reload

Dr. Rodrigo Pirmez
CRM 5289677-2 | RQE 21413
Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Tags

Pirmez Dermatologia

Rua Visconde de Pirajá 330, sala 712, Rio de Janeiro, RJ    |    Tel 21 2018-2180    |    21 99284-4518