Posts em Destaque
Publicações recentes 

Alopecia fibrosante frontal: em busca da causa

No editorial publicado recentemente pela conceituada revista científica Journal of the European Academy of Dermatology and Venereology, dermatologistas polonesas analisam os possíveis fatores envolvidos (e já aventados em diferentes estudos) no surgimento da alopecia fibrosante frontal (AFF). Atualmente, não existem estudos epidemiológicos sobre a doença. No entanto, observações de dermatologistas ao redor do mundo reforçam o aumento epidêmico do número de casos de AFF, descrita pela primeira vez na literatura médica há cerca de 20 anos apenas. Tal epidemia vem levando diversos pesquisadores à busca pelos gatilhos para o surgimento desse tipo de queda de cabelo. Acredita-se que alterações ho

Líquen plano pilar: quais doenças podem estar associadas?

Estudo da Cleveland Clinic analisou os dados médicos de 334 pacientes com o diagnóstico de líquen plano pilar (LPP) com o intuito de encontrar possíveis doenças associadas. Para tal, os dados desses pacientes foram comparados com um banco de dados de um grupo controle (sem LPP). Os pesquisadores observaram que existe um número maior pacientes do sexo feminino afetados pela doença e que parece haver uma maior incidência de tireoidite de Hashimoto (doença autoimune que leva ao hipotireoidismo) nos pacientes com LPP quando compara-se ao grupo controle. Segundo os autores do estudo, os achados reforçam a necessidade de se fazer um rastreio laboratorial para certas doenças autoimunes em pacientes

Alopecia de tração

Novo artigo publicado por dermatologistas da Universidade de Miami revisa os aspectos clínicos, terapêuticos e históricos da alopecia de tração. A alopecia de tração foi descrita em diferentes países no início do século passado. Uma das primeiras descrições data de 1907, feita pelo médico dermatologista austríaco Trebitsch. Ele observou que mulheres da Groelândia que usavam um penteado típico local, semelhante a um coque apertado, desenvolviam com o tempo perda dos cabelos na região frontal do couro cabeludo. Na época, a entidade foi descrita como alopecia Groenlandica. Na pintura Greenland Mother (acima), por Langdon Kihn, é possível observar o penteado em questão. Atualmente, a alopecia de

Uma nova classificação para alopecia areata?

Em nova publicação, autores questionaram a atual classificação clínica dos pacientes com alopecia areata. Atualmente, os pacientes com alopecia areata podem ser classificados como tendo: alopecia areata em placas alopecia areata totalis alopecia areata universalis alopecia areata ofiásica Os dermatologistas autores do artigo consideram a classificação incapaz de abordar de maneira completa o espectro de apresentações clínicas possíveis e suas diferentes particularidades, em especial diferenças quanto ao prognóstico. Os autores propõe que as apresentações clínicas passem a ser de acordo com um score de gravidade. O SALT (Severity of Alopecia Tool) é um score baseado na porcentagem de área do

Dr. Rodrigo Pirmez
CRM 5289677-2 | RQE 21413
Posts Recentes
Arquivo
Tags

Pirmez Dermatologia

Rua Visconde de Pirajá 330, sala 712, Rio de Janeiro, RJ    |    Tel 21 2018-2180    |    21 99284-4518